MEDICINA TRADICIONAL CHINESA

A Medicina Tradicional Chinesa (MTC) está fundamentada numa estrutura teórica sistemática e abrangente, de natureza filosófica. Trata-se de um conjunto de práticas, que possuem como base o reconhecimento das leis fundamentais que governam o funcionamento do corpo humano e sua interação com o ambiente, no qual está inserido, segundo os ciclos da natureza, procurando aplicar esta abordagem tanto no tratamento das doenças, quanto à manutenção da saúde através de variados métodos provenientes da cultura oriental.

Atualmente são oito os principais métodos de tratamento da Medicina Tradicional Chinesa:

Fitoterapia chinesa (fármacos naturais – herbologia, etc.);

Acupuntura;

Tuina ou Tui Ná (massagem e osteopatia chinesa);

Dietoterapia (terapia alimentar chinesa);

Auriculoterapia (tratamento pela orelha);

Moxabustão;

Ventosaterapia.

Práticas físicas (exercícios integrados de respiração e circulação de energia, e meditação como: Chi Kung, o Tai Chi Chuan e algumas artes marciais) consideradas métodos profiláticos para a manutenção da saúde ou formas de intervenção para recuperá-la.

O diagnóstico na Medicina Tradicional Chinesa (MTC) é uma herança deixada pelos antigos médicos chineses, que através dos tempos foram melhorando a anamnése, ultrapassando algumas dificuldades e legando o seu saber às gerações vindouras. O diagnóstico da Medicina Chinesa, embora aparentemente simples, é muito eficaz – as observações a serem feitas incluem observar, ouvir, cheirar, perguntar e tocar, destacam-se no diagnóstico a observação da pele, dos tecidos moles, da língua e o exame do pulso, prática esta que demoram alguns anos a ser completamente dominado pelo especialista em MTC, mas que fornecem informações preciosas e exatas sobre a condição de saúde do paciente.

A Medicina Chinesa, onde se torna válido ressaltar que é pouco explorada no Ocidente, salvo o aspeto muito limitado da Acupuntura, merece um lugar muito particular dentro do leque amplo e diverso das medicinas alternativas e complementares. Vejamos o porquê: É a única medicina que tem uma existência contínua, quanto aos seus fundamentos, desde há mais de 2000 anos que é praticada no oriente, sendo reconhecida pelo estado Chinês em igualdade com a prática da Medicina Moderna. É reconhecida pela OMS da ONU, características que não reparte com nenhum outro sistema médico ao permitir-se estar dentro das conceções filosóficas e energéticas que lhe deram sustentação através dos tempos, e integrar os métodos de validação da ciência Moderna.

 

Na NirvanaMED poderá encontrar a Fitoterapia chinesaTuina ou Tui Ná, Dietoterapia, Auriculoterapia e Ventosaterapia, técnicas da MTC, com o profissional Ailzo Carmo, Massoterapeuta Clínico.