Artigos

Segurança de coronavírus para Praticantes de Reiki, Professores e Clientes

 

Mantenham-se seguros e saudáveis! A maior parte do mundo solicitou ou exigiu que as comunidades ficassem em casa, para ficarem mais seguros e ajudar a retardar a disseminação do surto do novo Coronavírus.

Devem prevalecer as recomendações das autoridades nacionais e locais. Estamos aqui para Si e amamos-vos! Juntos, vamos superar isto e sair mais fortes do outro lado. Seja gentil. Seja amor. Seja Reiki.

O novo coronavírus ou COVID-19 espalhou-se pelo mundo e torna-se importante abordar as melhores práticas para nos mantermos, enquanto terapeutas de Reiki, à nossa família, aos nossos clientes e alunos em segurança, durante este período.

Queremos que todos, incluindo os praticantes de Reiki e o público em geral, que atualmente ou no futuro possam se beneficiar das sessões e aulas de Reiki, tenham um recurso, informações úteis e etapas acionáveis.

Atualmente, à data de 18 de maio de 2020, foram confirmados mais de 4 700 000 pessoas infetadas em todo o mundo. A Organização Mundial de Saúde declarou o SARS-CoV-2 como pandemia a 11 de março de 2020. Pela rapidez com que este vírus se propaga, é importante manter-se vigilante e ter as melhores práticas em vigor, de acordo com as recomendações e instruções dos orgãos de saúde.

As melhores práticas para praticantes e professores de Reiki em resposta ao coronavírus (COVID-19) incluem:

Estar atualizado e seguir as recomendações e orientações das autoridades nacionais e locais de saúde sobre o vírus.

Quarentena, adiamento de atividades, isolamento social e distanciamento social foram algumas das recomendações. No entanto, a situação altera-se rapidamente e é importante acompanhar diariamente as notícias para obter orientação na sua área específica. Na data deste artigo, iniciou-se a segunda fase de desconfinamento em Portugal. Voltamos a poder desenvolver várias atividades, o que não quer dizer que o adiamento de sessões e aulas para um momento no futuro, não possa ocorrer.

Lavar as mãos com frequência

Lave as mãos regularmente durante todo o dia com sabão e água quente, por pelo menos 20 segundos. Lave-se ao chegar ao consultório, escritório ou local de trabalho, antes e depois das sessões ou aulas com os clientes, e sempre que achar necessário. Lave também as mãos ao longo do dia, durante as suas viagens diárias e entre contactos com pessoas diferentes.

 Person pumps alcohol in order to kill germs Premium Photo

Usando um desinfetante à base de álcool

Tenha um desinfetante à base de álcool disponível para uso durante todo o dia. Incentive os seus contactos, clientes, estudantes, colegas e outros, a desinfetarem as mãos à chegada e à saída do escritório, gabinete ou sala.

Evite tocar nos olhos, boca e nariz

Siga uma boa higiene respiratória. Evite o reflexo ou a tentação de tocar no seu rosto, olhos, nariz ou boca. O novo coronavírus pode espalhar-se através de gotículas.

Manter a distância social de segurança

Quando estiver a circular ou próximo de alguém, tente manter 2 metros de distância, se possível.

Use formas alternativas de saudação

Ao encontrar-se ou receber alguém, use formas de saudação alternativas ou sem toque. Abstenha-se do aperto de mão ou do abraço e simplesmente acene.

Se estiver doente, com tosse, febre, se espirrar ou desenvolver sintomas

Se precisar de espirrar ou tossir, cubra o nariz e a boca com o cotovelo dobrado ou totalmente com um lenço de papel. Em seguida, descarte adequada e imediatamente.

Fique em casa se não se sentir bem, procure atendimento médico adequado e adie as próximas sessões ou aulas se sentir algum mal ou desenvolver algum sintoma. Siga as instruções da sua autoridade sanitária local.

Políticas práticas ou de classe – Renuncie temporariamente as taxas de cancelamento

Modifique as suas práticas de Reiki ou políticas de classe para renunciar às taxas de cancelamento durante a epidemia de coronavírus. Informe os clientes, alunos e outras pessoas que, se sentirem alguma doença ou apresentarem sintomas ou se tiverem sido expostos ao vírus, precisam adiar as suas próximas sessões ou aulas.

 

Mantenha-se sempre atualizado e informado.

 

 

 

 


Suzana Soares

Terapeuta Mestre em Reiki,
Especialista em Tarot Terapêutico,
Hipnoterapeuta de Regressão

Como o Reiki pode ajudar no desconfinamento

 

 

Reiki promove o equilíbrio da mente e o bem-estar do corpo e da alma.

“Método é transmitido a partir da imposição das mãos sobre quem recebe a aplicação” – Suzana Soares

 

“Próxima etapa do processo de cura é a ação”

 

Trabalhar a energia vital pode ajudar o corpo a mente e o espírito a permanecerem saudáveis.

 

Reiki é um método que possibilita a qualquer pessoa despertar internamente a energia cósmica universal (REI), conectar-se a ela e harmonizar a sua própria energia vital (KI), bem como estabelecer ligação com qualquer outro indivíduo ou ser vivo. Este é um processo de Cura que age no tratamento de patologias, fortifica o sentido de bem-estar e amplia a consciência, perpassando aspetos físicos, espirituais e emocionais. A premissa é que, se o nível de energia vital está baixo, o sujeito fica propenso a doenças e esgotamento e, por outro lado, se estiver alta, propicia a Felicidade e a Saúde.

 

Young woman having a reiki treatment Premium Photo

 

Entre os benefícios, a técnica ameniza o stress e promove o relaxamento, influi positivamente na qualidade de vida, faz aflorar a paz e a segurança.

O Reiki tem sido ensinado para milhares de pessoas em todo o mundo, independentemente de idade e origem. Não está relacionado à capacidade intelectual ou ao desenvolvimento espiritual, muito antes, é um saber democrático.

ReikiMeditação caminham de mãos dadas, ensina Suzana Soares, Mestre em Reiki. “A cada dia que passa, mais e mais pessoas se interessam por estes dois caminhos, porque são extremamente fáceis, simples e não requerem grandes esforços. São maneiras de encontrar um espaço em meio ao caos da mente”, diz. Ela lembra que o Reiki foi redescoberto pelo japonês Mikao Usui, considerado o descodificador do método, justamente enquanto meditava.

E não há contraindicações. Simples e assertivo para a cura espiritual, o Reiki também pode ser usado concomitantemente com outros tratamentos médicos ou terapêuticos para minimizar efeitos colaterais e melhorar o tempo de recuperação.

“Hoje, o Reiki é visto pela maioria como um sistema terapêutico, no qual são tratadas doenças por meio de envio de energia de modo complementar, ou seja, sem substituir o tratamento médico convencional, mas se aliando a ele. É uma prática recomendada por muitos na busca pela Cura, principalmente do corpo físico, embora atue na harmonização das emoções e equilíbrio da mente, enxergando no ser humano uma vastidão de possibilidades muito além da matéria”, acrescenta Suzana Soares.

Para a especialista, o Reiki também convida as pessoas a deixar, com calma, modelos de vida mecânicos, artificiais, seguindo o rumo para uma vivência mais livre, em consonância com seu próprio jeito de ser. “Um passo por vez, de modo compassivo, respeitando a liberdade do reikiano, esse viver mais natural vai se apresentando devagar, de forma que, ao reluzir do mestre, a pessoa já possa praticar o Reiki sem as preocupações acerca de um jeito certo ou errado no uso da energia. A essa altura, um ajuste já foi feito e o uso se adaptou à vida do estudante, que pode utilizar os símbolos e técnicas de acordo com suas necessidades, com sua intuição, a voz antiga do coração.”

O Reiki é transmitido a partir da imposição das mãos sobre quem recebe e a aplicação de símbolos próprios. Durante a sessão, o Mestre ou Terapeuta responsável posiciona as mãos sobre áreas específicas do corpo do paciente, onde estão os principais Chacras, de forma a recompor o equilíbrio energético do recetor.

Ainda que a natureza do Reiki entenda um espectro espiritual, não se trata de religião ou crença, nem precisa da fé para surtir resultado. O Reiki não ensina dogmas. Existem, na verdade, os seus princípios norteadores, em sua essência, lições para tornar a existência harmoniosa. Em um tratamento de Reiki, o sujeito é compreendido como um todo, e consegue experimentar um fluxo de energia positiva que passa através e ao redor do corpo.

 

Homem tendo tratamento de reiki pelo terapeuta Foto Premium

Tratamento

A Mestre em Reiki, Suzana Soares, relata que, quando enfrenta algum desequilíbrio e não se sente bem, como em instantes de stress e acúmulo de trabalho, procura o Reiki. “Busco a aplicação para chegar a um equilíbrio pleno. O Reiki não só reequilibra o organismo, como o emocional e o energético também. É uma forma de não me sentir esgotada. Recebendo a energia canalizada, fico centrada, energizada e durmo melhor”, diz.

 

A partir de 2000, depois de ter sido apresentada ao Reiki por um amigo, tornou-se especialista no método. Atualmente, ministra o Reiki na Clínica NirvanaMED, em Vila Nova de Gaia, Portugal. “É uma técnica interessante e sem complicações. Precisa só de Amor no Coração, boa vontade e as mãos”, pontua Suzana Soares.

Ela mostra-se  profundamente gratificada quando alguém entra para a sessão nervosa, cansada, stressada e, quando termina, está bem melhor. “Faço um tratamento continuado e vejo realmente a Cura. Muitas vezes, a pessoa precisa simplesmente de quem a escute, lhe dê atenção e carinho. Mas não sou Eu quem cura, sou apenas um canal. Uso o Reiki para que essa energia universal passe através de minhas mãos para o paciente. É o toque amoroso do Reiki, que se vale dessa energia universaldivina, que está aí em benefício de todos”, completa.

 

 

Suzana Soares

Terapeuta Mestre em Reiki,
Especialista em Tarot Terapêutico,
Hipnoterapeuta de Regressão

21 Dias para Transformar a Sua Vida com Reiki

A cura acontece de dentro para fora

A medicina vê o ser humano como uma máquina complexa e, trata as doenças do ponto de vista físico, com medicamentos e cirurgias, eliminando as consequências, mas não as causas dos males.

Numa abordagem quântica e holística de saúde, a energia é objeto de análise, pois tudo está em equilíbrio quando a nossa energia está também equilibrada.

A cura só pode acontecer verdadeiramente de dentro para fora. Quando um pessoa adoece, ela adoece por inteiro. A sua alma adoece. É um equívoco considerar qualquer mal apenas como físico. Todas as mazelas do corpo estão ligadas aos processos psíquicos, morais, filosóficos e até mesmos culturais.

Porém, a maioria das pessoas ainda está a adoecer e sofrer fisicamente pela incompreensão: ignorando o facto de que tudo está interligado na nossa estrutura humana: os chacras (centros energéticos vitais), com os órgãos e sistemas físicos, a mente com as emoções e as nossas interações espirituais. E, é a partir desta incompreensão que, tratamentos inadequados, em vez de ajudar a curar, adoecem ainda mais, tornando-se um ciclo repetitivo de saúde-doença: por um tempo o quadro clínico melhora e, de repente, ressurgem novos sintomas.

 

Reiki como “a arte secreta de convidar a felicidade”

Mais do que uma terapia complementar e integrativa, o Reiki é um caminho de desenvolvimento pessoal e uma filosofia de vida.
É possível ser aprendido para promover o autoconhecimento, o equilíbrio pessoal, a harmonia no dia-a-dia e a autocura.

O Reiki é benéfico como recurso integrado e forma complementar a outras abordagens terapêuticas.

O Reiki é simples. Requer somente a nossa intenção, a predisposição e a entrega com coração sincero. E muita muita prática!

Poucas pessoas que fazem uso da terapia de Reiki sabem que esse método vai muito além da cura energética pelas mãos.

 

O Reiki, enquanto terapia holística e como arte de cura e filosofia de vida, traz consigo alguns ensinamentos que, se respeitados e praticados, prolongam os seus benefícios e os efeitos da cura que proporciona, atuando em todos os corpos sutis: físico, mental, emocional e espiritual.

São os cinco princípios do Reiki, que não devem ser interpretados como uma cartilha de regras ou leis do Reiki e, sim, como algo mais profundo. São um convite à reflexão dos nossos próprios atos e da nossa própria conduta no quotidiano. Essa análise leva-nos a uma evolução pessoal e, por conseguinte, coletiva.

 

Como e para que é que surgiram os princípios do Reiki?

Os princípios fundamentais do Reiki, também conhecidos como Reiki Gokai, surgiram depois de Mikao Usui, o seu criador, identificar que muitos pacientes que se curavam de determinados problemas de saúde através da energia do Reiki, posteriormente voltavam a procurar o tratamento, mas desta vez com problemas diferentes.

Ele deduziu que para que a cura física destas pessoas fosse completa e efetiva era necessária também uma cura mental, já que muitas vezes as doenças físicas são apenas consequências de problemas emocionais que acabamos por somatizar.

Então, Usui selecionou cinco pensamentos da cultura e da filosofia oriental, transformando-os nos 5 princípios do Reiki, ensinando-nos que é responsabilidade de cada um, o seu próprio processo de cura e a gratidão, como ponto de partida.

Recitar o Gokai em meditação gera um poder realizador ampliado, estimulando a atitude e consciência no dia a dia.

Pensar, falar e agir em coerência e sabedoria é a arte do bem viver em plenitude e felicidade. Sintoniza com os propósitos da alma, mantendo desta forma o equilíbrio e a harmonia do corpo, mente e espírito.

Podemos apropriar-nos dos princípios do Reiki, como valiosas ferramentas de autoconhecimento, auto-observação e autodesenvolvimento na nossa jornada de evolução de consciência.

 

Grupo 21 Dias para Transformar a sua Vida com Reiki

Com o programa de 21 Dias para Transformar a sua Vida com Reiki, o objetivo é entregar-se de alma, espírito e coração, a uma partilha diária cujo objetivo permanece numa mudança de hábitos de vida, de forma realmente transformadora.

Para tal, poderá aderir ao grupo privado, criado na rede social Facebook e, dessa forma, participar no programa de 21 dias.

O programa é gratuito e aberto a reikianos ou a pessoas que não sejam do universo do Reiki, mas sejam curiosos e com interesse em aprender mais sobre esta filosofia de vida. Todos são bem-vindos!

A mentora do projeto é Suzana Soares, Mestre em Reiki e Membro da Associação Portuguesa de Reiki.

Sessão de Reiki – As reações dos pacientes

Quem tem formação em Reiki e já teve o privilégio de “tocar” nos outros, sabe que não existe um “padrão” de reação por parte de cada um dos seus pacientes.

As reações variam de pessoa para pessoa, assim como, podem variar de sessão para sessão e, de canal para canal (transmissor) de Reiki. Geralmente, a maior parte das pessoas relaxa o suficiente para cair no sono, até porque todo o ambiente criado numa sessão de reiki, com música suave e tranquila, a luz ténue das velas ou o agradável cheiro do incenso ou das essências florais ou de frutos, a isso propicia.
Naquele momento e local, naquela sala de tratamento, toda a atenção é focalizada para o bem estar e tranquilidade do paciente.

De facto, existem muitos e variados tipos de reações durante um tratamento de Reiki, até porque cada ser humano é singular e único.
Aliás, durante um tratamento de Reiki pode acontecer que a pessoa não sinta absolutamente nada (acontece, designadamente com pessoas que padeçam de esclerose múltipla), mas também pode suceder, ao invés, que uma pessoa sinta sensações de calor, frio, estremecimentos, entre outras sensações.
Pessoalmente, já assisti a diferentes tipos de reações. Há pessoas inquietas e que têm dificuldade em relaxar; há os que dormem, os que ressonam; os que não dormem mas entram num estado de relaxamento profundo; os que choram, os que riem às gargalhadas, etc.

Relembro uma sessão  de Reiki em que posicionava as minhas mãos no chacra cardíaco e o paciente chorou compulsivamente, libertando uma amálgama, um oceano de emoções teimosamente contidas.
Tal sucede porque o Reiki, nos seus efeitos, atua para além do nível físico, nomeadamente, ao nível emocional e mental, ajudando, pois, a libertar tensões e emoções.
Desta forma, conheço casos de pessoas em que os efeitos de uma sessão de Reiki começaram a sentir-se algumas horas após a sessão, designadamente, com reações a nível fisiológico – necessidade anormal de dormir, uma recorrente vontade de urinar, uma maior atividade das glândulas sudoríparas, aerofagia, entre outros efeitos.
Por outro lado, todos os Reikianos já ouviram falar das chamadas “crises de cura”, que podem ou não acontecer, após uma sessão de Reiki.

Numa situação de “crise de cura”, uma pessoa pode vir a sentir-se, temporariamente, pior ou ver agravados algum dos seus sintomas de doença ou de manifestação de dor. No entanto, esta fase, dura escassas horas e apenas pelo período de tempo necessário ao reequilíbrio energético de cada um.
Certo é que passado esse curto período de tempo a pessoa sentir-se-á inevitavelmente melhor. A sintonização proveniente do reiki traz a quantidade de energia necessária para instalar o canal da cura no momento de sintonização.

O Reiki atua no corpo do paciente de acordo com as suas necessidades específicas e ao fluir através das zonas afetadas, remove os bloqueios e restabelece o fluxo normal da energia vital, curando os órgãos danificados.
Desse modo, o Reiki limpa, reforça e restabelece os circuitos normais da energia, equilibrando e vitalizando o paciente, permitindo que a energia vital circule de novo e desempenhe o seu papel de proteção e nutrição do organismo.
E que dizer do Reiki aplicado a uma criança… é simplesmente sublime e maravilhoso… mas tão maravilhoso!
Ao primeiro contacto com os seus chacras superiores, a sua respiração torna-se mais e mais cadenciada e harmoniosa…e o seu semblante, angelical, expressa um maravilhoso sentimento de serenidade e plenitude…

Como mestre de reiki tenho o compromisso de ensinar o que aprendi com Respeito e Amor. Sou o fluxo condutor da energia mais intensa; sou como um para-raios que vai canalizar a sua energia e tornala mais forte e limpa.
susana
Suzana Soares

Terapeuta Mestre de Reiki, Tarôt Terapêutico e Hipnoterapeuta de Regressão

O Reiki deve percorrer todo o ser vivo

O Reiki deve percorrer todo o ser vivo. Mas o “stress” diário, as tensões que as crises pessoais e sociais nos criam, a má alimentação, a má respiração, impedem o fluxo desta energia natural. Todos sabemos os efeitos da depressão, da ansiedade, do medo, mas poucos de nós somos treinados para evitar estes estados negativos.

O grande sucesso do Reiki é que é seguro, é fácil, acessível a qualquer pessoa inclusive crianças, é simples e, uma vez ativado, permanece energizando o sistema orgânico que recebeu sua aplicação. Também por não ter conotação religiosa e não intervir com outros tratamentos, sua prática vem crescendo dia a dia.

O Reiki serve para prevenir, curar ou propiciar a cura em três dimensões: física, emocional e espiritual. Todas as vezes em que se recebe uma sessão de Reiki essas três dimensões são tratadas.
Tudo, não existem limites para a ação desta poderosa técnica de harmonização natural. Em vários tratamentos o reiki tem tratado milhares de pessoas de quase todo o mundo, não foi ainda encontrado nenhum tipo de doença que não pudesse ser tratada com Reiki. As doenças mais comuns como enxaqueca, osteoporose, depressão, cálculos renais, processos inflamatórios de qualquer natureza, rinite, sinusite, doenças pulmonares, doenças cardíacas, artrite, reumatismo, asma, fraturas ósseas e ruptura de ligamentos são rapidamente curados.

susana
Suzana Soares

Terapeuta Mestre de Reiki, Tarôt Terapêutico e Hipnoterapeuta de Regresão