Artigos

romance-1822585_1920

5 dicas para melhorar as relações.

Esta semana falemos apenas de coisas boas:

As 5 melhores dicas para ser bem-sucedido nas relações.

Se existe algo complexo no nosso quotidiano, as relações são, indubitavelmente, uma delas.
Na verdade, é muito difícil não estar em relação! Relacionamo-nos com a família, com colegas de trabalho, com os vizinhos, com amigos, até com o senhor do talho ou a menina da mercearia.
É importante não esquecer que os relacionamentos não são apenas os vínculos que se estabelecem numa relação amorosa; eles (os relacionamentos) são uma extensão de nós próprios enquanto seres sociais (pois não podemos viver debaixo de uma pedra ou enredomados!).
Assim, se estivermos conscientes de que as múltiplas relações estabelecidas contribuem, decisivamente, para processos internos como a autoestima, autoconfiança ou autoconceito em geral, mais fácil será desenvolvermos esforços no sentido de melhorarmos o modo como nos relacionamos com os demais.

1. Seja flexível e permita-se mudar, de vez enquanto!
”Eu sou como sou! Quem gosta, gosta, quem não gosta, deixa na borda do prato!”
Quantas vezes já ouvimos isto? Muitas, de certo! Esta é uma das crenças mais limitantes das relações: acreditar-se que o modo como os outros nos olham é pouco importante e que, qualquer pessoa nos vai aceitar com todas as nossas caraterísticas; mesmo que algumas delas sejam difíceis de suportar.
Bem, na realidade, as relações são recíprocas continuamente (ou pelo menos devem ser). Ninguém pode exigir de nós algo sem que esteja disposta também a dar. Este é um ponto fundamental. Todos nós temos aspetos que podemos mudar, melhorar, flexibilizar, sem que isso magoe os nossos valores e princípios. As relações agradecem e nós também!

2. Seja ponderado e escute os outros
Muitos problemas nas relações advêm de lapsos na comunicação. É imprescindível estar disponível para escutar o que nos querem dizer, mesmo que nas entrelinhas. Comportamentos intempestivos e pouco refletidos também tendem a afastar as pessoas ao nosso redor, por isso aja mais com a razão.

3. Não queira ser o guru das relações
Custa a acreditar que se consigam manter demasiadas relações e todas elas com laços bastante positivos. Você não consegue multiplicar-se e relacionar-se em íntimo com todas as pessoas. Reconheça que apenas algumas pessoas poderão ser suas amigas, as restantes serão conhecidas, colegas, ….
Se partir deste pressuposto, estará mais consciente a ter atitudes adequadas com os diferentes intervenientes: com amigos as partilhas serão mais íntimas, com conhecidos mais superficiais, com colegas de trabalho serão mais voltadas para as questões laborais. Querer manter relações simétricas com todos pode levar a papéis difusos e confusos!

4. Valorize o não verbal
Já se costuma dizer: há imagens que valem mais que mil palavras.
Nas relações também isso acontece. Esteja mais atento ao comportamento não verbal: um olhar, um frangir de testa, um encolher de ombros podem ser reveladores e fornecem dicas importantes para adequarmos o nosso discursos e expetativa.

5. Faça um esforço por compreender os outros
Não precisa “vestir a pele” dos outros a todo o momento, mas é importante que vá tentando colocar-se no lugar do outro. Quando promovemos algo que se chama empatia (a capacidade para compreender o que o outro está a sentir) asseguramos que a nossa postura é mais sintónica com quem nos relacionamos. E em boa verdade, ninguém gosta de sentir que está a falar para o “boneco”.

Desejamos votos de boas relações!
marco
Marco Martins Bento
(psicólogo clínico e psicoterapeuta)

amorosa

Tu sabes que precisas de dar uma nova direção à tua vida amorosa!

Se não a mudares, AGORA, como pensas que isto vai acabar daqui a uns anos? Nem preciso de te responder, pois não? Tu sabes muito bem a resposta.”

Por isso, faz algo por ti!

Melhora a qualidade da tua vida, tornando-a uma prioridade!

Não achas que chegou o momento de fazê-lo?

Ou vais optar apenas por querer e nunca fazer?

A vida é uma dádiva. Aprende a senti-la como tal!

 

A atração entre duas pessoas nunca acontece por acaso. Todas as pessoas que surgem na nossa vida têm um motivo! Nada tem a ver com sorte ou com azar!

Tudo o que nos acontece é causado por uma força grande que nos une “A Lei da Atração Universal”, uma força que nos liga a todos. Razão que nos leva a encontrar aquela pessoa, nas circunstâncias dos momentos e não nas “coincidências”.

Essa força desencadeia tudo o que sentimos e o modo como nos comportamos. Se a compreendemos e dominarmos, vamos atrair para a nossa Vida as pessoas que mais desejamos e que melhor se “encaixam” em nós.

Por que é que apesar de procurarmos o Amor com todas as nossas energias, por vezes acabamos por atrair precisamente o contrário?

O magnetismo do Amor! Força poderosa que independentemente da nossa cultura, aspeto físico, educação, religião, língua, idade, nos liga. Se usamos erradamente este “poder”, estamos condenados a sofrer deceções e angústias… Mas se a soubermos utilizar, teremos o Mundo aos nossos pés!

O que aconteceu até agora nas nossas vidas, não foi nenhum acaso! O tipo e relações que mantivemos e a forma como elas se desenvolveram não foram por acaso!

Qualquer pessoa que se aproxime de nós e que nos afete emocionalmente, foi atraída pelo poder do nosso íman. Quanto melhor entendermos esse nosso poder, mais claras se tornam para nós as evidências desse magnetismo.

Nós somos muito mais do que aquilo que se vê. Os nossos pensamentos, os nossos sentimentos, tudo o que dizemos, tudo o que fazemos, são formas de energia que atuam sobre outras formas de energia a “lei da Ressonância”, faz com que as semelhanças ou os opostos reajam e nós iremos sentir como mais adequada ou menos adequada.

Hoje, mais do que nunca, toma consciência que te deves respeitar, não apenas como pessoa, mas sobretudo como aquele que tem o talento de atrair tudo o que já tem dentro de si para resolver a sua Vida.

Respeita-te como nunca respeitaste ninguém em toda a tua existência e aceita cada decisão tua como parte do caminho para aquilo que ainda não é teu.

Respeita-te pelo simples facto de que apenas quando te respeitas te poderás aceitar e, consequentemente, mudar.

Respeita-te, agradece e tudo será mais fácil porque tudo estará no seu lugar.

E percebe que se não te souberes respeitar, nunca nada de relevante irá acontecer na tua Vida.”

ar_2017

O Life & Mental & Love Coaching está atualmente a ajudar muitas pessoas a dar uma direção mais sustentada à sua Vida nestes tempos de crises.

Acreditar em ti passa a ser a tua escolha!

Be Happy Living!

 

antonio1
António Ribeiro

Fundador da NirvanaMED , Hipnoterapeuta e Life & Mental Coach