FAQ´s

Quando devo procurar um(a) psicólogo(a)?

A maioria das pessoas acredita que apenas deverá procurar ajuda de um psicólogo em momentos de maior fragilidade emocional ou doença mental, contudo, essa é uma visão muito redutora do trabalho deste profissional. Os psicólogos estão habilitados para apoiar em muitas esferas da vida quotidiana, tanto na presença de uma doença mental ou de condições que possam despoletar dificuldades emocionais ou comportamentais, mas também, atuando numa lógica preventiva e promotora do bem-estar através do aconselhamento e orientação. São cada vez mais as potencialidades do psicólogo na promoção do sucesso escolar, profissional e laboral, por exemplo, favorecendo o rendimento mental e interpessoal. Em súmula, não necessita sentir-se doente para procurar um psicólogo, aliás, quanto mais tarde o fizer, mais complexa poderá ser a resolução de um conflito interno ou interpessoal, em que o psicólogo poderia ajudar, precocemente.

Como decorre um processo psicoterapêutico?

O processo psicoterapêutico depende de caraterísticas como as inerentes à problemática, prognóstico, paciente, terapeuta ou abordagem terapêutica, entre outros. Ainda assim, habitualmente, o processo inicia-se com a avaliação, levantamento de necessidades e psicodiagnóstico, com o objetivo de perceber qual o melhor plano terapêutico para o caso, compreender e gerir expetativas do paciente e discutir as implicações esperadas e resultados. A avaliação poderá demorar entre uma a várias sessões. Após isso, inicia-se o plano de intervenção, que compreende a realização de tarefas e implementação de técnicas e estratégias que melhor se adequam ao caso. Esta fase poderá ser breve (3 a 4 sessões) ou mais prolongada (mais de 10 sessões), dependendo das necessidades e discutido, caso a caso.

Quanto tempo dura uma terapia?

Não há uma resposta concreta a esta questão. A duração é bastante variável dependendo dos objetivos terapêuticos, complexidade e dificuldades associadas, caraterísticas do paciente e abordagem terapêutica selecionada. Geralmente, cada sessão demora entre 45 a 75minutos, e o processo terapêutico poderá ser breve (entre 3 a 4 sessões) ou mais prolongado, com uma periodicidade entre semanal a mensal.

Qual é a diferença entre uma consulta de psicologia e psicoterapia?

As consultas de psicologia são sessões mais vocacionadas para o aconselhamento e orientação, apoio nas dificuldades mais imediatas e agudas, e têm como objetivo principal a análise do comportamento e da melhor forma de atuar perante determinada circunstância. As sessões de psicoterapia são focalizadas numa mudança mais estrutural e interna, ajudando à compreensão mais íntima dos fenómenos intrapsíquicos e, habitualmente, produzem alterações mais profundas e duradouras.

Porque existem diferentes abordagens psicoterapêuticas e qual a melhor?

As diversas abordagens psicoterapêuticas advêm da complexidade inerente à compreensão do comportamento e da mente. Ao longo das últimas décadas foram desenvolvidas terapias muito diferenciadas baseadas em correntes epistemológicas distintas. Isto aconteceu, pois, muito do conhecimento produzido na psicologia deriva de construtos subjetivos, além disso, cada indivíduo e cada problemática apresenta-se com particularidades que devem ser entendidas à luz de múltiplos olhares. Assim sendo, podemos dizer que todas as abordagens psicoterapêuticas têm métodos de trabalho próprios e resultam de evidências práticas baseadas no sucesso terapêutico.

Como sei se um psicólogo é certificado?

Apenas poderá exercer atividade profissional enquanto psicólogo quem for membro efetivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP). Infelizmente, existem terapeutas, com formação noutras áreas, que se apresentam enquanto psicólogo ou psicoterapeuta sem possuir habilitação para o exercício da psicologia ou psicoterapia. Assegure-se que o profissional é membro efetivo da OPP. Cada psicólogo possui uma cédula profissional com um número pessoal e intransmissível. Verifique no site https://www.ordemdospsicologos.pt/pt/membros se o nome do psicólogo consta dos registos oficiais. Para esclarecer alguma dúvida que subsista, contacte por email: registo@ordemdospsicologos.pt

Posso ser acompanhado(a) por mais que um(a) psicólogo(a)?

É possível ser acompanhado por mais que um psicólogo, embora tal não seja o mais desejável. Existem casos em que tal possa ocorrer, por exemplo, se os psicólogos estiverem a desenvolver acompanhamentos que não se sobreponham em termos de objetivos ou trabalhem de modo complementar. Informe ambos os terapeutas da situação, que avaliarão a pertinência de um acompanhamento simultâneo.

Já frequentei vários(as) psicólogo(as) e nenhum(a) foi capaz de me ajudar. Porque me acontece isso?

É difícil responder a esta questão na medida em que poderão ser múltiplos os fatores, desde a dificuldade em estabelecer uma correta relação terapêutica até à escolha menos apropriada das técnicas para o seu caso. Todavia, sabemos que o aspeto que mais influencia o insucesso na terapia é o menor envolvimento e fraco vínculo terapêutico. Isto acontece, na maioria dos casos, pela existência de expetativas inadequadas, ou seja, o paciente espera demais do terapeuta ou terapia, ou a impaciência perante os resultados. Os processos psicoterapêuticos poderão ser breves ou longos, dependendo dos objetivos e da problemática, pelo que é fundamental, além do estabelecimento de uma relação de confiança com o psicoterapeuta, cumprir com o plano terapêutico, realizando as tarefas recomendadas e manter o acompanhamento pelo tempo que o psicólogo entenda necessário para o seu caso. Mudar de psicólogo com regularidade não é um fator de estabilidade terapêutica, não melhora os resultados nem torna os processos mais breves.

Como se processam as consultas integradas da NirvanaMED?

As consultas integradas da Clínica NirvanaMED resultam da articulação entre diferentes abordagens terapêuticas com vista à compreensão mais completa da problemática e do paciente, oferecendo um conjunto de tratamentos complementares que tornam mais efetiva e célere a resolução das suas dificuldades. Nem todos os pacientes são elegíveis de integrar esta modalidade de consultas, por isso, cada caso é analisado em termos de objetivos terapêuticos. O processo inicia-se com uma consulta de rastreio e consequente avaliação e definição de um plano de tratamentos, se a problemática for melhor atendida por uma abordagem terapêutica integrada. Se não for o caso, o paciente encontrará na nossa clínica um acompanhamento por consultas regulares. Essa informação é-lhe prestada durante a consulta de rastreio, onde obterá o melhor encaminhamento para a sua situação.

Tenho consulta marcada, mas terei de faltar. Devo avisar a clínica?

É importante avisar a clínica caso saiba previamente que terá de faltar. Se nos avisar atempadamente a sua vaga poderá ser utilizada por outro paciente. Assim sendo, com a maior antecedência possível contacte-nos, informando da sua não comparência. Poderá aproveitar e remarcar a sua consulta para um momento mais oportuno.