Osteopata

Daniel Costa é licenciado em Osteopatia, pela Escola Superior de Saúde do Porto. Cédula Profissional C-0032049.

Seguindo os seus estudos sempre na área da saúde, formou-se em Manipulação Articular Avançada, em Terapia Visceral no Raciocínio Clínico e especializou-se em Massagem Terapêutica e Reabilitação Física.

Tem ainda o Curso de Massagista e o Curso de Anatomia Palpatória com Orientação Clínica.

Atualmente desenvolve a sua atividade junto da equipa multidisciplinar, na Clínica NirvanaMED, com consultas de especialidade que incluem a Osteopatia Pediátrica, Osteopatia Gestacional Osteopatia Desportiva.

Perfil curricular

Curso de Manipulação Articular Avançada – Bwizer

Curso de Terapia Visceral no Raciocínio Clínico – Clínica Pedro Malta

Curso de Especialização em Massagem Terapêutica e Reabilitação Física – Centro de Formação de Massagistas (CFM)

Curso de Massagista – Centro de Formação de Massagistas (CFM)

Curso de Anatomia Palpatória com Orientação Clínica – Clínica Pedro Malta

Áreas de Intervenção

Osteopatia

A Osteopatia é uma medicina de diagnóstico e tratamento global que tem como objetivo melhorar o estado de saúde e dinamizar o equilíbrio corporal. Carateriza-se pela utilização de técnicas manuais, adaptadas a cada condição, de forma a restaurar a mobilidade dos tecidos em disfunção – articulações, músculos. ligamentos, nervos, vísceras e crânio. A Osteopatia centra-se na busca da causa dos sintomas, sendo assim possível produzir uma resposta mais rápida e eficiente nos problemas ao nível das diversas estruturas do corpo.

A Osteopatia evidencia uma grande eficácia na redução de dor em diversas patologias, melhorando assim o movimento e funcionamento normal do organismo. Para além disso, esta terapêutica tem papel fundamental na prevenção, evitando que certas disfunções evoluam para condições crónicas e lesões irreversíveis.

Através de um diagnóstico cínico preciso, é possível identificar quais as estruturas em desequilíbrio a serem tratadas, o que torna o tratamento eficaz, seguro e cómodo para o paciente.

Em que situações devo recorrer a um Osteopata?

  • Lesões de esforço relacionadas com atividades de trabalho, domésticas ou desportivas
  • Dores de costas e rigidez da coluna vertebral (artroses, “bicos de papagaio”, protusões e hérnias discais, ciática, escolioses, alterações posturais)
  • Dores articulares (artroses do joelho/anca, esporão do calcâneo, reumatismo)
  • Dores no pescoço, ombros, omoplatas e membros (formigueiros nos dedos, dormência, perda de força/sensibilidade, síndrome do túnel cárpico)
  • Tendinites e dores musculares (epicondilites, fascite plantar, torcicolos, fibromialgia)
  • Sequelas de lesões traumáticas (entorses, quedas, cicatrizes)
  • Dores de cabeça, enxaquecas, bruxismo, vertigens, tonturas, cansaço corporal, contraturas musculares
  • Entre outras situações clínicas

Por ser aliada da medicina convencional, deve recorrer-se à Osteopatia como complemento da medicina e de outras terapêuticas de saúde.

A Osteopatia é para todos, desde o recém-nascido até ao mais idoso.

Saiba mais aqui

Consultas de Especialidade

 

Marque a sua sessão | Fale com Daniel Costa